“Proposições Natalinas” por Felipe Feijão

1. O Natal é uma festa cristã.

2. O sentido do Natal é celebrar e recordar a vinda de Jesus ao mundo.

3. Jesus encarnado na natureza humana que se manifesta aos homens.

4. Para os que professam a fé e para os que não a professam esse acontecimento, possui profundos significados.

5. A sociedade contemporânea ao deslocar o eixo do sentido do Natal para si mesma, se encontra imersa num vazio.

6. O sentido do Natal parece estar suplantado pela avalanche do comércio, dos pisca-piscas, dos presentes.

7. Os enfeites, o clima luminoso que toma conta dos ambientes, o Papai Noel e as atratividades comerciais não representam o Natal.

8. O sentido do Natal é essencialmente religioso.

9. O que é essencial é necessário.

10. Se a representatividade perde seu principal sentido e elementos superficiais passam significar o sentido essencial e necessário, há uma troca de valores.

11. O que é superficial está na superfície elementar que compõe o sentido.

12. O que é essencial está na profundidade da imprescindibilidade componente do sentido.  

13. O reflexo da troca de valores explícita é expresso pela sociedade do consumo, do descarte, da liquidez e da selvageria.

14. Os elementos citados acima no ponto 3, são denominados elementos. Fazem parte e são importantes, mas o cerne da comemoração não pode ser a troca de presentes, o Papai Noel ou os enfeites natalinos.

15. O tempo natalino é propício para examinar a consciência e para uma reflexão de vida, uma vez sendo observado o sentido do Natal. O clima e o encanto se tornam favoráveis. 

16. Acolher o Natal também é saber repartir o pão da ceia, reconhecer e se incomodar com as injustiças que marcam a sociedade.

17. Para além de felicitações superficiais, o desejo de um “feliz natal”, precisa ser sincero e não pode se tornar banal, visto que é um voto simbolizado por um sentido profundo.

18. As superficialidades natalinas momentâneas acima descritas passam junto com o final do ano.

19. O sentido profundo do Natal permanece.

20. Um feliz natal, vivenciado na sua essência e profundidade!

DETALHE – Felipe Augusto Ferreira Feijão foi aluno da Faculdade Católica de Fortaleza, é aluno do Curso de Filosofia da Universidade Federal do Ceará e escreve com frequência para o Jornal O Estado, para o Jornal O Povo e para o Portal Tribuna do Ceará. E já estrá convidado para escrever para este nosso projeto de evangelização que é o Portal da Capela.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s