Gesto concreto da Comunidade

A Comunidade Santa Edwiges incentivada e liderada pelo Praesidium da Legião de Maria está promovendo seu gesto concreto deste período quaresmal. Os membros do grupo estão promovendo uma campanha de arrecadação de material de limpeza. As doações poderão ser feitas na Capela de Santa Edwiges durante a semana (consultar página “Encontros Semanais”) e no domingo às 08h durante a Missa dominical. A entidade beneficiada com as doações será o Lar Torres de Melo. O recolhimento dos donativos ficará a cargo da entidade beneficiada.

Contamos com sua doação!

Anúncios

Comunidade Santa Edwiges divulga programação da Semana Santa

Confira a programação da Semana Santa na Capela de Santa Edwiges, no Conjunto Curió:

DOMINGO DE RAMOS (01/04)

08:00h – Missa e Benção de Ramos

TERÇA-FEIRA (03/04)

17:30h – Confissões

QUINTA-FEIRA (05/04)

08:00h – Missa e Sagração dos Santos Óleos, Catedral Metropolitana

17:30h – Encontro de Páscoa das Pastorais

19:00h – Missa da Ceia do Senhor e Lava-pés, Igreja Matriz

SEXTA-FEIRA (06/04)

11:00h – Guarda do Santíssimo na Igreja Matriz pela Comunidade Santa Edwiges (Coordenação e Terço dos Homens)

19:00h – Novena da Divina Misericórdia, Casas da Comunidade

SÁBADO SANTO (07/04)

19:00h – Novena da Divina Misericórdia, Casas da Comunidade

22:00h – Vigília Pascal, Igreja Matriz

DOMINGO DA RESSURREIÇÃO (08/04)

08:00h – Missa de Páscoa

19:00h – Novena da Divina Misericórdia, Casas da Comunidade

Observação: As Novenas da Divina Misericórdia acontecerão, nas Casas da Comunidade, até dia 13/04. No dia 14/04, acontecerá o encerramento das Novenas na Capela com a Tarde da Misericórdia. Em breve, maiores informações e a programação completa desse dia.

Saiba mais…

Semana Santa e Páscoa

Jejum, como fazer?

Procissão de encerramento da Festa de São José sairá amanhã da Capela de Santa Edwiges

Amanhã, dia 19/03, segunda, a tradicional Procissão da Imagem de São José, sairá da Praça da Capela de Santa Edwiges, no Conjunto Curió. Programada para sair às 17h30min, a procissão deste ano além da Imagem do Padroeiro, terá as bandeiras e/ou estandartes das comunidades, pastorais e movimentos. Passando pelas ruas Prof. José Euclides Ferreira Gomes e Nelson Coelho, e Avenidas Prof. José Arthur de Carvalho e Recreio, a procissão se findará na Igreja Matriz de Lagoa Redonda. Em seguida, às 19h, Missa Festiva da Solenidade de São José.

Após a Missa de encerramento, haverá também:

01. Leilão;

02. Loja com a Blusa do Novenário, Artigos Religiosos e Brechó;

03. Rifas Relâmpagos com 05 (cinco) prêmios: Relógio, Liquidificador, Ferro de Passar Roupa, Prancha para cabelo, R$ 200,00. Procurar Terço das Mulheres e Terço da Misericórdia.

04. Grande Bolão, dia 19/03. Procurando a Equipe Organizadora, você pode ganhar: Bicicleta, TV, Celular, R$ 1.500,00.

05. Você ainda pode ser Padrinho ou Madrinha da Festa do Padroeiro. Procurar as Ministras da Eucaristia e Membros do Grupo Êxodo.

Saiba mais…

O Glorioso São José

 A respeito de São José, encontramos poucos dados nos Evangelhos, como também “os sagrados evangelistas nos dizem poucas coisas da Virgem, mas compendiaram todas suas glórias em um só título ao chamá-la ‘Mãe de Deus’. Do mesmo modo, pouco nos contam da vida e virtudes de São José, mas disseram muito ao chamar-lhe ‘Esposo da Virgem’. Como se dissessem: ‘Quereis que vos diga em uma palavra quem era José? Ei-la aqui: Era o esposo de Maria, a Mãe de Deus’. Nesta afirmação se encerram louvores quase infinitos”.

 Para avaliarmos essa grandeza, consideremos que Deus, ao escolher alguém para uma missão, dá-lhe graças proporcionais para realizá-la. Além do que, quanto mais alguém se aproxima da fonte da graça, tanto mais dela participa. Ora, São José esteve intimamente ligado à própria fonte, Jesus Cristo, e à Medianeira de todas as graças, Maria Santíssima. Daí sua grandeza.

Por outro lado, a missão e predestinação de São José, como a da Virgem Maria, requeriam uma santidade singular desde seus primeiros anos: “Considerada a missão totalmente divina de José, o Deus providente lhe concedeu todas as graças, desde sua infância: piedade, virgindade, prudência, perfeita fidelidade”.

São Mateus afirma em seu Evangelho que São José “era um varão justo”. Isto, na linguagem bíblica, significa um varão adornado de todas as virtudes. Por outro lado, tanto São Mateus quanto São Lucas afirmam que São José é descendente do rei David, o que revela sua dignidade mesmo do ponto de vista natural.

São José exerceu o ofício de pai dentro da Sagrada Família. A ele coube dar nome ao seu filho legal, como lhe foi dito pelo anjo. A ele coube também zelar pela segurança de Jesus-Menino e de sua Mãe. E, em todo momento, Jesus obedece a São José como a verdadeiro pai (Lucas 2:51).

Oração à São José

Oh! glorioso São José, a quem foi dado o poder de tomar possíveis as coisas humanamente impossíveis, vinde em nosso auxílio nas dificuldades em que nos achamos. Tomai sob a vossa proteção a causa que vos confiamos, para que tenha uma solução favorável.  Oh!  Pai muito amado, em vós depositamos toda nossa confiança. Que ninguém possa jamais dizer que vos invocamos em vão.  Já que tudo podeis junto a Jesus e Maria, mostrai-nos que vossa bondade é igual ao vosso poder. São José, a quem Deus confiou o cuidado da mais santa família que jamais houve, sede o pai e protetor da nossa e impetrai-nos a graça de vivermos e morrermos no amor de Jesus e Maria.  São José do Perpétuo Socorro rogai por nós que recorremos a vós. 

“Quarto Ano de Caminhada Penitencial” por Dom José Antonio Aparecido Tosi Marques, nosso Pastor, Arcebispo de Fortaleza

Neste ano estamos propondo, pela quarta vez, um sinal público para nossa Igreja Arquidiocesana de Fortaleza: A CAMINHADA PENITENCIAL do Mucuripe à Catedral. Esta caminhada quer ser a expressão externa e a oportunidade para se fazer um caminho mais profundo no seguimento de Cristo, a partir do coração de cada pessoa humana.

A partir do chamado do próprio Jesus, acreditamos no novo – o Evangelho. A partir da força que nos é dada pela misericórdia divina, temos a esperança de fazer acontecer o que tanto sonhamos e necessitamos: a renovação da vida humana, da convivência humana, da sociedade humana para a fraternidade e a paz.

Sabemos que não bastam boas intenções e grandes cobranças sociais, se não houver transformação das pessoas humanas a partir do mais íntimo de seu coração.

Estamos vivendo o tempo quaresmal, que se iniciou na Quarta-feira de Cinzas – dia 22 de fevereiro – com o grande chamado de Jesus aos seus discípulos e todas as pessoas humanas: “Convertei-vos e crede no Evangelho” (Mc 1,15)

Os quarenta dias de preparação para a Páscoa são o tempo favorável para a mudança de vida, a conversão para o dom que Deus nos faz em Seu Filho, vencedor do pecado e da morte. A Quaresma é tempo de conversão, arrependimento, mudança de vida, busca do novo que a graça misericordiosa de Deus torna possível.

Renova-se em nós a dinâmica pascal iniciada no Batismo, de morte para a vida velha do pecado e início de vida nova na graça divina; vitória sobre o egoísmo e crescimento no amor.

Durante a caminhada quaresmal toda a Igreja ser coloca em reconciliação com o Pai em Jesus e nEle com os irmãos e irmãs.  É o tempo mais propício para o que no Brasil já há quase cinquenta anos realizamos, a Campanha da Fraternidade. Campanha, pois convocação, mobilização de muitos, de todos; da Fraternidade, pois seu objetivo visa recompor a humanidade em Família de Deus. Este é o fruto da Páscoa de Cristo, que estaremos celebrando no final da caminhada preparatória da Quaresma.

A Igreja no Brasil propõe como tema da Campanha deste ano: “A fraternidade e a Saúde Pública”, e com o lema: Que a saúde se difunda sobre a terra (cf. Eclo 38,8). Deseja assim, sensibilizar a todos sobre a dura realidade de irmãos e irmãs que não têm acesso à assistência de Saúde Pública condizente com suas necessidades e dignidade. É uma realidade que clama por ações transformadoras. A conversão pede que as estruturas de morte sejam transformadas.

CONVERSÃO E FÉ NO EVANGELHO são o que queremos vivenciar no dia 11 de março, o Terceiro Domingo da Quaresma, com uma CAMINHADA PENITENCIAL. Ela se iniciará em frente à Igreja Nossa Senhora da Saúde, no Mucuripe, às 7h00min. Em Celebração Penitencial, com a oportunidade de Confissões para os fiéis que assim desejarem, seguirá em cortejo na direção da Catedral Metropolitana, onde a celebração se concluirá com a Liturgia Eucarística.

Durante a Caminhada haverá a oportunidade de gestos concretos, que acompanham a manifestação penitencial. Será levada nos ombros dos fiéis uma grande cruz. Ela nos recordará como nosso Senhor Jesus Cristo tomou sobre si todos os pesos da humanidade para redimi-la. Hoje, caminhando como seus discípulos, deveremos também tomar sobre nós a responsabilidade dos pesos da humanidade para, com a força do amor que vem do Espírito de Deus, redimi-la de suas enfermidades: pessoais, sociais, mundiais.

Concreto o gesto de conversão, mudança de vida, com a confissão dos próprios pecados e busca do perdão de Deus no Sacramento da Reconciliação com o Pai e com os irmãos.

Estes gestos concretos são sinais de compromissos maiores pela transformação da vida e da sociedade na construção de uma convivência humana digna da fraternidade que Jesus nos concedeu com Ele, filhos de Deus Pai: verdadeira saúde plena para todos.

Seja nossa vida uma nova caminhada nAquele que é “Caminho, Verdade e Vida” (Jo 14, 6).

+ José Antonio Aparecido Tosi Marques

Arcebispo Metropolitano de Fortaleza

Do Portal da Arquidiocese de Fortaleza

Roteiro dos Símbolos da JMJ na Arquidiocese de Fortaleza

No dia 1º. de março: saída da Paróquia de Nossa Senhora da Boa Viagem (em Boa Viagem, Diocese de Quixadá) – 14h. Em Ocara haverá uma parada rápida e uma caminhada de 4 km 16h00. Chegada a Pacajus – na Igreja Matriz e saída em carreata para o Aquiraz ás 17h00.

Chegada em Aquiraz – Arquidiocese de Fortaleza, 18h00 Haverá Missa de acolhida dos símbolos na Matriz da cidade com dom José Luiz, recém nomeado bispo da Diocese de Pesqueira.

Em Aquiraz as atividades artísticas terão início às 16h. Saída de Aquiraz – 20h30min. Igreja São José (vizinho ao terminal do Siqueira. Av. Osório de Paiva) 21h30.

Da capela os símbolos seguirão em procissão com Trio elétrico para a paróquia Santa Cecília Parando na Comunidade de Marrocos (a mais violenta de Fortaleza). Os jovens farão um momento de oração e acendimento de velas intercedendo pelos jovens que padecem pela violência.

Chegada no Bairro Bom Jardim – 00h00 com uma vigília de oração. Haverá também a reza do Terço Mariano contemplando os mistérios dolorosos com uma Missa 3h30 (da madrugada). Saída 5h.

Dia 02 de Março

Chegada a Caucaia – 6h (na Igreja matriz)

Saída para Canindé – 8h30min

Chegada a Canindé – 10h (Basílica de Canindé )

Saída para a Região Serra – 12h

Chegada à Região Serra – 15h (Aratuba – Matriz)

Saída da Região Serra – 19h

Chegada a Pajuçara – 21h (vigília na Igreja Matriz)

Dia 03 de março

Chegada ao Centro Sócio Educacional D. Aloísio – 7h (haverá uma celebração com os internos)

Saída do Centro Sócio Educacional D. Aloísio – 8h30min

Chegada à Paróquia de Nossa Senhora da Salete – 9h30 (seguirá em carreata para o Senhor do Bonfim)

Paróquia Senhor do Bonfim 10h00

Saída para Santuário de Fátima – 11h30min

Chegada ao Santuário de Fatima – 12h (Missa)

Saída do Santuário de Fátima – 15h30min para a Capela de são Pedro (próximo ao Aterro da Praia de Iracema)

Início do Bote Fé – 15h

Entrada dos símbolos no Bote Fé– 17h

Missa com o arcebispo dom José Antonio– 18h

Entrega dos símbolos para a diocese de Cratéus.

Mais informações com Vanderlúcio Souza (Bote Fé Fortaleza – Núcleo de Comunicação) (85) 8172.3283, Marta Andrade e Janayna Gomes (Setor de Comunicação da Arquidiocese) 3388 8703

Do Portal da Arquidiocese de Fortaleza